Sobre Ordens Rejeitadas e Canceladas

Acompanhando as redes rociais e o dia a dia do nosso atendimento, percebemos que muitos usuários têm dúvidas em relação à rejeição e cancelamento de ordens.  Por isso, escrevemos este artigo, que descreve alguns casos em que as ordens podem não ser aceitas ou serem canceladas sem o comando do usuário.

O primeiro ponto que deve ficar claro é que todas as ordens de todas as plataformas sempre passam por uma rotina de validação da corretora, independente do modelo de DMA. Portanto, é a corretora, e só ela, que tem o poder de:

  • Conceder e negar permissões para o usuário operar em determinado mercado.
  • Conceder limites e alavancagem.
  • Zerar posições.
  • Controlar posições e saldos em conta.

Dependendo do resultado desta validação feita pela corretora, a ordem pode ser rejeitada.

Além disso, há situações em que a própria Bolsa pode rejeitar uma ordem. Aqui estão dois exemplos:

  • Túnel de negociação:  cada ativo tem um limite máximo e mínimo para negociação.  Ordens com preços além destes limites são rejeitadas.
  • Estado da negociação:  o ativo sendo operado pode estar em um estado em que pode não ser negociado.

Por fim, ordens VAC e stop podem ser canceladas pela Bolsa quando ocorrem proventos.  Isso acontece porque os proventos podem causar mudanças significativas no valor de negociação dos ativos, o que poderia causar o disparo e execução inadequados das ordens.

Estes são alguns pontos que podem fazer com que a sua ordem seja rejeitada ou cancelada, e nenhuma plataforma tem alçada/permissão para tratar destas questões.  Portanto, sempre que surgirem situações como estas, anote as mensagens recebidas e entre em contato com a sua corretora imediatamente.


Leia também

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *